Frigorífico Extremo Sul

Manifestação pára Frigorífico Extremo Sul e lança Campanha Salarial

Manifestação realizada desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira(27) em frente ao Frigorífico Extremo Sul, no Distrito Industrial de Pelotas, paralisou as atividades na empresa durante todo o dia. O ato, promovido pelo Sindicato e Federação, serviu para denunciar irregularidades e ilegalidades cometidas pela empresa contra seus funcionários e também para lançar a Campanha Salarial de 2008 da categoria da alimentação em todo o Estado. Desde às 5h, ninguém entrou para trabalhar no frigorífico, o que paralisou as atividades mesmo após o encerramento da manifestação, por volta das 9h30min. Diversos sindicatos de outras categorias, de Pelotas e de Rio Grande, apoiaram o ato. Os sindicalistas denunciaram o não pagamento de horas-extras, do adicional de insalubridade, do auxílio-escolar e o atraso nos depósitos do FGTS e de encargos sociais. “A empresa também desrespeita direitos humanos básicos, como o direito de ir no banheiro quando se desejar e de beber água quando se tem sede”, disse o presidente do Sindicato, Lair de Mattos. O presidente da FTIA-RS, Cairo Fernando Reinhardt, observou que, conforme informações recebidas pela entidade, existe o risco dos trabalhadores do Frigorífico Extremo Sul perderem seus empregos, já que o Frigorífico Mercosul estaria deixando a parceira que mantém com a empresa. “Temos de garantir os direitos dos trabalhadores agora para não precisar ir à Justiça depois”, considerou. Para Cairo, o lançamento da campanha salarial estadual em Pelotas demonstra a unidade dos trabalhadores, já que a grande maioria dos funcionários do frigorífico não ingressou na empresa para trabalhar nesta quarta-feira. “Este é só o começo. A mobilização para a campanha é grande. Iniciamos bem, com visibilidade. Tudo é fruto de nossa organização, que foi antecipada. Com isso, a mesa de negociação deve ser fortalecida. Há perspectivas de avanços”, projetou o presidente.

Ao final do ato, os trabalhadores aprovaram a proposta de entregar um documento ao Frigorífico solicitando que a empresa se manifeste, num prazo de sete dias, sobre os encargos sociais devidos e sobre a situação dos empregos. Se não houver esta manifestação, o Sindicato e a FTIA-RS voltarão à frente da empresa para a realização de assembléia e possivelmente para a discussão da proposta de um estado de greve no Frigorífico.

Campanha Os lançamentos da Campanha Salarial 2008 da Alimentação no RS prosseguem nesta semana em diversas regiões. Nesta quinta(28) ocorre em Santa Maria, na sexta em Passo Fundo, em Alegrete no dia 2 de março, em Caxias do Sul no dia 3 e em Lajeado no dia 5. As manifestações em portas de fábricas deverão ser a marca destes atos. Sob o slogan “O crescimento é real, queremos a nossa parte”, a Campanha tem como eixos principais a reposição salarial de 100% do INPC, aumento real de 6%, jornada de trabalho de 40 horas semanais, piso de R$ 820,00, melhores condições de trabalho, abono de um piso salarial e auxílio-escolar também de um piso salarial. Na Campanha, os trabalhadores têm a possibilidade de votar nos itens que consideram mais importantes da pauta, no processo denominado de Pauta Participativa. A pesquisa determina as prioridades da categoria.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: